Review: Never Alone

A capacidade de inovar dos games resolveu sair dos quesitos técnicos.

Never Alone lembra Donkey Kong do Super Nintendo quando você alterna o controle entre os personagens, uma garota do Alasca e uma raposa do ártico. Sua jogabilidade simples em 2D também reforça esta semelhança. Os gráficos são bonitos, mas não impressionantes.

As fases fáceis, sem muito desafio, poderiam deixar o jogo esquecido na galeria da Xbox Live, da PSN ou da Steam, mas lembre-se, estamos falando de um produto inovador.

E qual o motivo?

Never Alone se destaca pelo seu objetivo: difundir a cultura Iñupiaq para todo o mundo.

O mergulho cultural não encontra-se apenas no enredo, mas também nas ilustrações típicas, áudio na língua local e, principalmente, nos 24 capítulos de um excelente documentário desbloqueados de acordo o passar do jogo.

Rápido, mas eficaz em cumprir sua proposta, Never Alone é indicado a quem quer aprender algo novo, curtir uma história sem muito comprometimento e passar alguns momentos com a família, já que as crianças podem ser cativadas facilmente com os personagens.

Para quem tem PS4, aproveite! O game está disponível gratuitamente para os assinantes da Plus em Abril.

Allons-y!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s