Roomcast 102 – Let’s Play

OuvirO trio do barulho conta suas aventuras muito loucas na escola, nos reinos medievais, na Bolívia, no inferno e no espaço! Wild Mendonça, Fábio Sooner e TLX falam de Dark Souls 3, Lichtspeer, Mass Effect: Andromeda, Devil May Cry 4: Special Edition, Ghost Recon: Wildlands, Persona 5 e muito mais!
Clique aqui para baixar!

Ouça o cast:

Duração – 01:28:16

00:00:00 – abertura
00:01:48 – Dark Souls 3 (e jogos difíceis)
00:17:29 – Devil May Cry 4: Special Edition
00:23:39 – Ghost Recon: Wildlands (e uPlay, online e suporte da Ubisoft)
00:30:59 – Lichtspeer
00:39:22 – Mass Effect: Andromeda
00:58:30 – Persona 5
01:17:15 – leitura de comentários
01:24:16 – encerramento

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. fabriciokarim77 disse:

    Nunca joguei algo da série Souls, já Ninja Gaiden… Quando joguei no XBOX original era assim: esquiva, bloqueia, esquiva, bloqueia, esquiva, bloqueia… quando abre a guarda você mata um. Para compensar, NG3: Razor Edge (X360 e PS3) tem a dificuldade “Hero”. Este é o easy mais fácil que eu vi num jogo. Quando você fica com menos de 25% da vida, liga defesa automática, porém quanto mais você a usa, menos ponto ganha. O interessante é que a dificuldade é igual a do normal, dessa forma, se você melhorar no jogo e passar a depender menos desse recurso estará pronto para a dificuldade normal e ainda liberar personagens e modos extras. Lembrando que há coisas que só são liberadas do normal para cima.

    Mass effect Andromeda é muito baseado no ME1. Ambos tem 6 personagens, cada representando uma classe. Tem planetas para explorar. Você joga a ascensão do personagem principal. Mesto tendo uma história fechada, deixa a possibilidade para continuar a aventura.
    Realmente, este é facilmente o jogo mais subestimado do ano.

    Esse lance do menu do Persona 5 me lembra o pessoal do CS, que compra arma digitando b01, b23,b45; também aquelas teclas de atalho típicas de RTS.
    O motivo que me atraiu para a série Persona é que RPGs medievais ou futuristas tem muitos, mas contemporâneo… não me lembro de outro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s